Facebook Twitter YouTube RSS
+ - TAMANHO DO TEXTO

NOTÍCIAS

CPI do Tornado realizou 2ª Coletiva com a Imprensa
Câmara Qui, 06/07/2017 - 15:45

CPI do Tornado realizou 2ª Coletiva com a Imprensa

Nesta quinta-feira (06) a Comissão Parlamentar de Inquérito na Câmara Municipal, integrada pelos vereadores Vilson Piccoli (presidente), João Paulo Menegatti (relator) e Ricardo Lira da Costa (membro) reuniu a imprensa para fazer alguns esclarecimentos do realizado até aqui pela comissão.

O presidente da CPI informou que foi solicitado à mesa diretora da Câmara, a prorrogação de mais 3 meses para a conclusão dos trabalhos em virtude do ocorrido durante o processo de investigação e também pela demora no recebimento de documentação solicitado aos órgãos públicos.

“Após os primeiros documentos, foi necessária nova solicitação de informações para que fosse possível a comparação entre o planejado e o executado na distribuição de materiais e outros, no tornado de 2015 sendo que até agora foram encontrados indícios de irregularidades que estão norteando a CPI e que nos próximos dois meses, acreditamos, serão esclarecidos”.

“Entre as ocorrências nas investigações, estão residências que constam no relatório apresentado à comissão, que foram contempladas com até três vezes na mesma quantidade de materiais e isso será esclarecido com informações solicitadas à prefeitura municipal”, afirmou o vereador.

“Também constatamos que nas denúncias recebidas logo no início da CPI, em torno de 80% das mesmas se tornaram reclamações, de que não teriam sido atendidos, além de um número grande de pessoas que afirmam não terem recebido nada de material de construção, o que levou a CPI a verificar quantas famílias não foram atendidas por algum motivo”.

“Outra irregularidade denunciada é o caso de duas famílias atendidas, mas as mesmas estão localizadas longe de onde o tornado passou e agora com a chegada da documentação, será verificada a veracidade disso ou não”, afirmou Piccoli.

“Indícios existem e são muito fortes e tem ainda residências atendidas com material muito superior ao existente no local antes do tornado, bem como a diferença entre quantidade de material entregue, o que precisa ser esclarecido”.

Vilson Piccoli ainda informou que “no período da distribuição, ocorreu o roubo de notas fiscais de materiais junto ao Parque da Femi, além de existir inconsistência entre material recebido pelas pessoas no parque e a quantidade que foi doada e hoje não tem depósito desse material”.

A CPI pretende ouvir ainda em torno de 8 pessoas, após o recebimento da documentação solicitada para que seja possível o relatório final pelo vereador João Paulo para esclarecer melhor.

YouTube

2013 - 2OP DIGITAL

Câmara Municipal de Vereadores de Xanxerê
CÂMARA MUNICIPAL DE VEREADORES DE XANXERÊ
RUA RUI BARBOSA, 238, CENTRO / 49 3433-0648
89820-000 / XANXERÊ-SC